Página Inicial  Contato
 
 


23/10/2018

Edital para Exame de Seleção - Pós-Doutorado PNPD/CAPES



23/11/2016 - Nota de repudio da SBV em relação a ameaça de extinção de fundações de pesquisas do RS

Brasília, 23 de novembro de 2016.


Nota de repudio


A Sociedade Brasileira de Virologia (SBV) vem através desta manifestar sua insatisfação em relação à ameaça de extinção pelo governo do Rio Grande do Sul de diversas fundações estaduais por projeto do
executivo a ser votado pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Dentre as muitas entidades, destaca-se a Cientec, que desenvolve ciência e tecnologia no âmbito do estado e a Fundação de Amparo à Pesquisa foi instituída há 52 anos (tendo sido a segunda fundação de amparo à pesquisa a ser criada no Brasil) e é responsável pelo apoio e fomento à pesquisa científica no Estado. Cabe salientar, que a própria FAPERGS já se encontra em processo de morte lenta, pois o governo, contra o que dita a lei, não
repassa os recursos a ela destinados (1,5% da receita tributária líquida do Estado).

Da mesma a forma, a Fundação de Economia e Estatística (FEE) é uma instituição de valor histórico inquestionável de pesquisa econômica e social, sendo responsável, entre muitas outras, pelas importantes atividades de pesquisa sobre emprego e renda no RS, sendo os dados por ela gerados utilizados inclusive como base para tomada de decisão pelo setor produtivo do estado.

A FEPAGRO foi o berço de uma enorme quantidade de virologistas atuantes no RS e em outros estados e além da notável participação no programa de erradicação da febre aftosa, serve hoje no auxílio ao diagnóstico laboratorial de diversas enfermidades em animais de produção. A Fundação Zoobotânica se notabiliza por ser a principal fonte de catálogo de espécies botânicas e de informações sobre as espécies animais em extinção no estado.

A Fundação Estadual de Produção e Pesquisa em saúde é responsável pela pesquisa de medicamentos, sangue, entre outras, e foi criada durante o governo Simon, englobando o antigo Laboratório de produção de medicamentos do Estado e os Hemocentros, além de ser o órgão oficialmente responsável pela vigilância laboratorial de inúmeros agravos à saúde, incluindo HIV, Dengue, Zika, entre outros.

Por fim, a Fundação Piratini, responsável pela comunicação do Estado com a sociedade e pela divulgação cultural, tem como principais serviços à sociedade gaúcha a TVE e a Rádio Cultura, que são as responsáveis por divulgar a boa música brasileira e o trabalho dos artistas do Rio Grande do Sul.

Tal como outras entidades científicas, não aceitamos o desmonte de instituições públicas que vêm exercendo um papel fundamental na produção de dados, informações e análises, fundamentais para o desenvolvimento
social, econômico e científico do Rio Grande do Sul e do Brasil.

Atenciosamente,
Dr. Bergmann Morais Ribeiro
Presidente da SBV
Gestão 2015-2016



« voltar
 
     
 
www.sbv.org.br créditos