Página Inicial  Contato
 
 


23/10/2018

Edital para Exame de Seleção - Pós-Doutorado PNPD/CAPES



21/02/2017 - Carta dos Pesquisadores e Funcionários do Instituto Butantan ao Governador de São Paulo

São Paulo, 20 de fevereiro de 2017

Excelentíssimo Sr. Governador

Geraldo Alckmin

Manifestamos aqui o nosso apoio incondicional à gestão do Prof. Dr. Jorge Kalil como Diretor do Instituto Butantan. O Prof. Kalil assumiu esta instituição em meio a condições adversas, que prejudicaram muito a imagem e parte das atividades do Butantan, em especial o desvio que ocorreu na Fundação Butantan e o incêndio do Prédio das Coleções Zoológicas.

Com muita dedicação e grande capacidade de gestão, o prof. Kalil reergueu este Instituto, colocando-o em posição de destaque no cenário mundial. Foi fundamental para isso Kalil ter assumido em 2012 a presidência da Fundação Butantan, fazendo com que Instituto e Fundação tivessem a mesma direção, algo que estava longe de acontecer na época. As reuniões do Conselho Curador da Fundação Butantan e do Conselho Diretor do Instituto foram unificadas, de forma que todos os Conselheiros tinham conhecimento das ações tanto do Instituto como da Fundação.

O Sr. André Franco Montoro Filho foi convidado pelo Prof. Kalil para fazer parte do Conselho Curador da Fundação Butantan em 2013. Desde então, portanto, tomou conhecimento das ações e realizações da Fundação e do Instituto, bem como do resultado da auditoria determinada pela Secretaria de Sáude do Estado, finalizada no momento de sua nomeação, que não apontava irregularidades. Na época, comentou em carta:

“Entendi ser feliz coincidência assumir a presidência ao mesmo tempo que a empresa contratada para fazer a auditoria estava prestes a encerrar seus trabalhos, que me foram entregues pelo Secretário no dia 2 de setembro em reunião na Secretaria da Saúde.
Lendo a auditoria verifiquei que foi feita uma detalhada e aprofundada análise de todos os setores da Fundação, o que muito me ajudou a conhecer melhor a instituição que estou assumindo a presidência. Muito me tranquilizou as conclusões de que o corpo técnico e administrativo da Fundação é formado de pessoas idôneas e de adequada qualificação.”

As recentes notícias veiculadas pela mídia a partir das declarações do Sr. André Franco Montoro Filho representam uma ameaça ao funcionamento dessa instituição de excelência, trazendo acusações graves que demandam o devido esclarecimento. Durante a gestão do Prof. Kalil, o Instituto passou por auditorias diversas, pelo TCE, Secretaria da Fazenda, além de auditoria independente contratada pela Fundação. Em todas elas, a gestão do Prof. Kalil foi aprovada sem ressalvas.

Como pesquisadores, colaboradores e funcionários do Instituto Butantan, comprometidos com a produção de conhecimento científico e de produtos para a saúde pública, achamos fundamental reiterar o nosso apoio à atual gestão do Prof. Kalil. Nos últimos anos, com a retomada da produção de vacinas e soros, a fase III do estudo clínico da vacina da dengue, diversas pesquisas promissoras, novos centros de excelência e ações de difusão, o Instituto Butantan vem ganhando cada vez mais relevância nacional e internacional. Isso tornou o Instituto alvo da atenção de muitos setores da sociedade.

Muito nos surpreenderam as denúncias do Sr. André Franco Montoro Filho. Se sabia de tantos fatos, por que não denunciou antes, mas somente agora? Por que o Sr. André Franco Montoro Filho não agiu para corrigir os fatos relatados? Por que o Sr. André Franco Montoro Filho não explica à população que era contra a retomada das fábricas de vacinas DTP? Quais foram as ações do Sr. André Franco Montoro Filho com relação à planta de hemoderivados?

Muitas das crises que ocorreram e ocorrem no Instituto Butantan decorrem de disputas políticas pelo controle da Fundação Butantan, do seu orçamento oriundo da vendas dos imunobiológicos, pelo seu prestígio inconteste e liderança científica e tecnológica no país, para usos em nada comprometidos com a missão do Instituto.

Assim, as denúncias nos parecem muito mais ações feitas por um indivíduo com interesse em usar o Instituto Butantan para auferir prestígio e uso político. Não conseguindo, por resistência da Direção do Instituto, dos seus Conselhos e da sua comunidade, decidiu fazer denúncias, como forma de retaliação após a sua demissão. É importante informar que a demissão do Sr. André Franco Montoro foi apresentada pelo mesmo, após tomar conhecimento de que seria demitido pelo Conselho Curador em função do não atendimento das determinações do Conselho. Diante destas denúncias, solicitamos que elas sejam investigadas e esclarecidas. No entanto, não é correto atacar o Butantan e o Prof. Kalil com denúncias vazias, apenas para conturbar o ambiente positivo que reina no Instituto após a gestão competente do Prof. Kalil. Foram feitas acusações que prejudicam a imagem positiva construída pelo Instituto, ao longo de 116 anos de muito trabalho, e comprometem a reputação de um grande cientista a serviço da saúde pública brasileira.

Sabemos que a retomada do crescimento da Fundação Butantan não ocorreu durante a Gestão do Sr. André Franco Montoro Filho, mas por determinação da Diretoria da instituição, antes da gestão do Sr. Montoro Filho.

Esta instituição não pode ser novamente abalada. A substituição do Prof. Kalil interromperá uma das gestões mais brilhantes, sérias e produtivas deste Instituto, reconhecido mundialmente, e totalmente necessário para a saúde pública do país.

Por isso solicitamos sua atenção especial a este assunto, e seu apoio para a continuidade das atividades do Prof. Kalil na direção do Instituto Butantan. Que seu posicionamento seja antes de tudo pelo bem do Estado e do país. Que o bem coletivo esteja acima de qualquer interesse político. Que a verdade prevaleça e não a mentira.

Cordialmente

Pesquisadores e Funcionários do Instituto Butantan.



« voltar
 
     
 
www.sbv.org.br créditos